SEG à SEX: das 8h30 às 18h00

11 98885-2580

O que é Melanoma?

O melanoma é um câncer de pele agressivo, de crescimento rápido e com grande potencial de gerar metástases (espalhar pelo corpo). Quando diagnosticado precocemente é curável por cirurgia. Melanoma é um tumor originário dos melanócitos, as células que produzem pigmento na pele (melanina), por isso, na maioria das vezes melanoma é um tumor escuro.

Sua incidência é pequena se comparada ao carcinoma basocelular e ao carcinoma espinocelular, contundo, vem aumentando muito nas últimas décadas, estima-se um aumento de 3% a cada ano, com a incidência dobrando a cada 10 a 20 anos. Apesar de uma incidência menor que a dos outros cânceres de pele é o que causa maior número de óbitos, sendo que 75% das mortes causadas por câncer de pele se devem ao melanoma. Por sorte não é um tumor muito comum.

Fatores de risco para melanoma 

  • Pele clara: Melanoma é mais comum em pessoas brancas. Em populações de pele negra a incidência é menor que 1 caso em 100.000, chegando a 50 casos em 100.000 em população de pele clara, em locais como a Austrália.  

  • Múltiplos nevos melanocíticos (pintas): Pessoas com muitas pintas têm um risco maior de desenvolver melanoma. De forma prática, 50 ou mais pintas já indicam um risco maior. 

  • História familiar:  Aproximadamente 10% dos pacientes diagnosticados com melanoma têm uma pessoa na família que já teve melanoma. História familiar de melanoma é o fator de risco isolado mais importante para o desenvolvimento de um melanoma.

  • Idade: O melanoma é um tumor de pessoas acima de 60 anos, contudo 50% dos casos ocorrem em pessoas com menos de 55 anos e 30% ocorrendo em pessoas abaixo de 45 anos, sendo uma das principais causas de óbito por câncer em adultos jovens.

  • Exposição solar: Exposição solar intensa e intermitente (expor-se ao sol poucas vezes ao ano, mas em grande quantidade em cada exposição), e não a exposição crônica, está mais relacionada ao aparecimento de melanomas. Acredita-se que a infância é o principal período de risco à exposição solar no que diz respeito à gênese do melanoma. História de queimaduras solares na infância e adolescência, levando a bolhas, é um fator de risco importante no aparecimento de melanomas na vida adulta, cinco queimaduras solares com bolhas na infância e adolescência aumentam em 80% o risco de desenvolver melanoma. 

Como reconhecer um melanoma: 

Existe uma regra prática que ajuda a suspeitar de melanoma: regra do ABCD:

Assimetria: Divide-se a lesão suspeita em 2 metades, quando as metades não são simétricas, a lesão é suspeita. 

Bordas: Os melanomas apresentam bordas irregulares, com final abrupto da pigmentação. 

Cores: Os melanomas normalmente exibem cores escuras e/ou a presença de várias cores em uma mesma lesão (preto, marrom claro, marrom escuro, cinza-azulado, vermelho e branco). 

Diâmetro: Pintas ou sinais maiores que 6 milímetros são suspeitos, nem toda lesão com este tamanho é um melanoma, mas toda pinta maior que 6 milímetros deve ser examinada ao menos uma vez por um dermatologista. Lembrando que existem melanomas de diâmetro menor e quanto mais precoce o diagnóstico melhor. 

Evolução: Toda pinta que estiver mudando ou crescendo é suspeita. Pode ser uma mudança de cor, formato, relevo ou ainda mudança nos sintomas, uma pinta que não sangrava e passou a sangrar.

Legenda: Regra do ABCDE: Assimetria: as duas metades da lesão são assimétricas. Bordas: as bordas são irregulares, denteadas. Cores: A lesão apresenta mais de uma cor, em geral, preto, marrom escuro e marrom claro. Diâmetro: Lesão é maior que  6 milímetros, ou está em crescimento (Evolução). 
 

O diagnóstico precoce do melanoma pode ser bastante difícil, pois nas fases iniciais o melanoma pode se confundir com pintas benignas. Uma ferramenta útil para diferenciar uma lesão benigna de um melanoma é a dermatoscopia. A dermatoscopia pode ser feita com diversos equipamentos, sendo o mais comum o dermatoscópio (similar ao otoscópio), equipamento portátil, com uma lente que permite um aumento fixo de 10 vezes. A dermatoscopia nas mãos de pessoas experientes aumenta muito a acurácia no diagnóstico de melanoma. Outra ferramenta no diagnóstico precoce do melanoma é o mapeamento corporal total. Este exame é indicado para pessoas com múltiplas pintas e/ou história familiar de melanoma.

Examine sua pele com frequência, peça para alguém olhar suas costas e couro cabeludo. Se tiver uma lesão suspeita não demore, procure um especialista.

Melanoma tem cura? 

Depende do melanoma. O único tratamento realmente eficaz para o melanoma é a cirurgia. Quanto mais precoce o diagnóstico e a cirurgia, maior a chance de cura. Nos melanomas finos, com um indíce de Breslow abaixo de 1 milímetro, a cirurgia tem grande chance de cura! Por esta razão o diagnóstico precoce é fundamental para o bom tratamento e possibilidade de cura! Quando existem metástases para outros órgãos, a cirurgia raramente é curativa, mas felizmente tivemos vários avanços no tratamento do melanoma recentemente. Até poucos anos atrás, o melanoma metastático respondia mal aos tratamentos. Com o surgimento de novas medicações, o tratamento do melanoma agora tem apresentado resultados muito positivos, com cura mesmo de tumores metastáticos. 

Considerações finais

O tratamento deve ser sempre conduzido por um médico especialista, lembrando que é fundamental o diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento, portanto, se você tiver uma lesão suspeita: não demore, procure um especialista.
 

Referências bibliográficas:

Dúvidas sobre Melanoma?

Agende uma consulta e seja examinado por um de nossos Dermatologistas.

Agende sua consulta

Veja o vídeo abaixo e conheça os novos tratamentos para Melanoma:

Veja também:

Carcinoma espinocelular

Carcinoma espinocelular é um câncer de pele que potencialmente agressivo. É causado por exposição solar crônica. O diagn

Saiba mais

Cirurgia de Mohs

A cirurgia de Mohs é o tratamento do câncer de pele com as maiores taxas de cura. Além disso, como este método permite c

Saiba mais

Dermatoscopia Digital

Dermatoscopia é um exame não invasivo, prático e rápido, que melhora a acurácia do diagnóstico de câncer de pele pelo mé

Saiba mais

Carcinoma basocelular

Carcinoma basocelular é o tipo mais comum de câncer de pele. É uma câncer de pele maligno, mas com excelente prognóstico

Saiba mais

Melanoma

Câncer que tem origem nos melanócitos, células que são responsáveis pela produção de melanina.

Saiba mais

Contato

Telefones

(11) 98885-2580

(11) 3848-0830

Onde Estamos

Av. Santo Amaro, 1047 - Conjunto 1305 Vila Nova Conceição
São Paulo - SP

Para quem vem de fora de São Paulo o consultório está localizado a apenas 6 quilômetros do aeroporto de Congonhas, ou menos de 15 minutos sem trânsito. Ao lado do consultório existem diversos hotéis:

300 metros - Ibis São Paulo Ibirapuera – Vila Nova Conceição (11) 4380-8877

300 metros – Mercure São Paulo Vila Olimpia (11) 3089-6222

700 metros - Marriot Executive Apartments São Paulo- Vila Nova Conceição (11) 3058-3000

Vamos conversar?

Preencha abaixo e entraremos em contato.

NOME
E-MAIL
TELEFONE/WHATSAPP
MENSAGEM